Desempregado? 3 dicas de controle financeiro para não perder a linha

Por Vitor Tito

Perder um emprego sempre pede reviravoltas na maneira como você lida com o seu dinheiro, e mesmo que você consiga um novo trabalho, esse ainda é um momento oportuno para rever suas finanças e a maneira como você lida com seu controle financeiro.

Com o período de recessão econômica no país é inevitável que as taxas de desemprego cresçam desordenadamente. Comparando com o mesmo período no ano passado, 2016 já teve um aumento de 32,7% no número de desempregados no Brasil, ou seja, 3 milhões de novas pessoas procurando um trabalho, mas ainda sem sucesso.

Reorganização e disciplina

Essa é a etapa mais difícil depois de perder um emprego, mas, se bem feita, garantirá uma base sólida o suficiente para que você se mantenha até encontrar uma nova fonte de renda.

Encare o problema de frente: o que você ainda tem? Você poupou nesse meio tempo? De quanto será a sua verba rescisória? Tenha todos esses valores em mãos e coloque no papel. Esse é o primeiro passo para um controle financeiro aprimorado.

Organize as principais contas fixas e meça o que pode ser excluído dos seus gastos nesse momento. Reduza saídas aos finais de semana e refeições na rua. Economize água, luz e telefone, e considere trocar o celular para um pré-pago. Evite compras supérfluas e atenha-se ao que realmente precisa ser quitado.

Com um bom planejamento você poderá estimar por quanto tempo sua renda durará, e daí fazer planos para o dinheiro que está parado.

Investimento e retorno garantido

Agora que suas finanças estão organizadas e você já tem noção de quanto tempo seu dinheiro durará, é hora de pensar no que fazer com o montante que ainda resta.

Como você já deve saber, dinheiro parado é prejuízo certo, então porque não buscar uma opção de investimento com resgate rápido?

Algumas opções de investimento, como o CDBLCI e LCA, por exemplo, podem ser feitas com valores mais baixos, e têm um tempo de retenção variável.

Busque uma alternativa de investimento que seja apropriada para suas economias, e não tenha medo de pedir ajuda para algum especialista. O lucro maior virá com o tempo, mas, em momentos de crise, é preciso que você garanta pelo menos o mínimo todo mês.

Torne-se empreendedor

Por fim, uma boa alternativa para quem perdeu o emprego é virar o jogo e tornar-se empregador.

Começar um negócio próprio é sonho de muitos brasileiros, e o momento do desemprego pode ser extremamente favorável para isso. Busque entender o que o mercado está buscando, e seja cauteloso: antes de começar, avalie o público, entenda os gastos necessários, e não coloque tudo na sorte.

Um bom empreendedor começa com passos pequenos e depois cresce à medida que sente segurança no mercado. Com cautela é possível encontrar uma nova fonte de renda que logo ajude para que você entre nos eixos com suas finanças.

O controle financeiro é fundamental nessa etapa, e precisa ser uma prática diária na vida de todo mundo, independente da situação. Antes disso, porém, é preciso que você prepare um fundo de reserva para situações de emergência.

Quer saber mais sobre o assunto? Então aproveite para ler como poupar mais o seu dinheiro.

Categoria:

Simplicidade, rentabilidade e segurança.

Descubra como é fácil investir com a Monetus.

Comece agora