5 dicas infalíveis para fazer uma boa administração financeira

Camila Lam

A verdade é que quando se trata de administração financeira, nós, seres humanos não somos tão racionais quanto pensamos. De acordo com Richard Thaler, vencedor do prêmio Nobel de Economia com sua teoria de economia comportamental, quando precisamos tomar decisões financeiras agimos como o personagem Homer Simpson. Mesmo tendo acesso a tantas fontes de informações e dicas de profissionais, acabamos fazendo péssimas escolhas!

Não acredita? Por que você acha que nos endividamos, gastamos além do nosso salário e ficamos tentados com promoções? Mesmo sabendo que algumas ações irão nos prejudicar no futuro, deixamos de lado a racionalidade só porque estamos falando de dinheiro. Uma das principais lições da economia comportamental é que precisamos saber quais são nossos problemas ao administrar o dinheiro e utilizar mecanismos para evitar “pegadinhas”.

Mas, como administrar o dinheiro sem ser um profissional de investimento? O primeiro passo é ter disciplina e controle emocional, pois são fatores essenciais para quem quer mudar a forma como lida com seus gastos. Afinal, não adianta querer ter resultados positivos sem, na prática, eliminar maus hábitos financeiros e continuar se endividando, por exemplo.

Para te ajudar nessa tarefa, reunimos 5 dicas infalíveis para que você aprenda mais sobre administração financeira! Coloque-as em prática e você verá como só tem vantagens.

1. Não gaste além do que você ganha

Parece óbvio, mas não é. Como falamos acima, não somos nada racionais quando o assunto é dinheiro. Mesmo sabendo que o salário não cobre todos os gastos, compramos, parcelamos, deixamos de pagar os juros e isso é péssimo!

O primeiro passo para que você possa alcançar o equilíbrio financeiro é evitar, ao máximo, adquirir dívidas. Caso você esteja endividado, sair do vermelho é mais do que necessário para ter uma administração financeira eficiente.

Identifique os pagamentos que precisam ser priorizados, principalmente aqueles que tiverem juros maiores e, em seguida, calcule o tempo necessário para que você quite tudo. Distribua as parcelas sem comprometer os gastos fixos básicos como aluguel, alimentação ou mensalidade da escola.

Nesses momentos fica bem claro quais são os gastos supérfluos e lembre-se, ter autocontrole é imprescindível para evitar novas dívidas.

2. Registre todas as despesas

Você sabe quanto realmente gasta? Mesmo? Caso a resposta seja negativa, saiba que é muito importante ter um registro de entradas e saídas. Seja em uma planilha do Excel ou em uma folha de papel, ter um histórico de gastos é necessário para que você compreenda o contexto das despesas.

Atualmente, existem ferramentas online para você organizar suas finanças pessoais de forma prática e rápida. Alimentação, lazer, saúde, qual categoria da sua vida você gasta mais? É preciso ter em mãos informações para tomar melhores decisões. Se você sabe que mês passado gastou além com compras no supermercado, é hora de rever o que pode ser cortado para equilibrar as contas.

Assim como uma empresa, é essencial ter conhecimento sobre o que pode ser eliminado dos gastos diários sem prejudicar seu dia a dia ou sua família.

3. Economize uma quantia todo mês para investir

Uma das principais dificuldades ao administrar o dinheiro é não saber economizar. Algumas pessoas enxergam o dinheiro parado como uma oportunidade de poder comprar um mimo ou sair para jantar. Isso é péssimo para quem quer ter uma estabilidade financeira ou planejar sua aposentadoria sem estresse.

Cada pessoa possui um perfil e, por isso, a quantia economizada deve variar. Principalmente se há dívidas a serem quitadas. Mas, é muito importante ter um planejamento financeiro e entender que determinadas escolhas hoje podem ser ótimas no futuro.

Comece aos poucos, separe 10% do seu salário e comece a investir. Afinal, deixar dinheiro parado não é sábio e você precisa ter um hábito financeiro saudável. Além de forçar com que você tenha um controle mais eficiente dos gastos, você verá que não é tão difícil assim.

Até porque essa quantia economizada pode render muito mais do que se fosse gasto com algo supérfluo. É difícil dar o primeiro passo, mas esse exercício precisa ser feito mensalmente para que realmente tenha resultados positivos.

4. Busque ajuda profissional em administração financeira

Lidar com dinheiro não é fácil e, muitas vezes, é preciso reconhecer que buscar ajuda profissional é o melhor caminho. Nem sempre é possível adquirir todo o conhecimento necessário para saber qual o melhor investimento ou quando é preciso realizar um resgate, por exemplo.

Se você conseguiu seguir os três primeiros passos acima, mas não sabe o que deve fazer com o dinheiro economizado, saiba que uma ótima alternativa é buscar uma gestora de investimentos online que faça todo o trabalho de investir por você. Desde a identificação do perfil, à escolha dos investimentos e até, efetivamente, a compra e o registro dos investimentos. Não é maravilhoso?

Diferentemente de uma corretora, que oferece vários ativos de renda fixa e variáveis, e fica a cargo do cliente a escolha da compra e a gestão da carteira, uma gestora, como a Monetus, realiza todos os procedimentos para o cliente de acordo com os detalhes cadastrados na plataforma online.

Além de ser muito mais eficiente e prático, você acaba adotando um hábito financeiro saudável e rentável.

5. Tenha objetivos financeiros

Uma dica para facilitar bastante a administração financeira é ter metas claras do você deseja alcançar. Ter uma aposentadoria tranquila, fazer uma viagem com a família, abrir o próprio negócio ou comprar um apartamento novo? Ao listar seus objetivos financeiros, fica evidente que sem um planejamento não tem como alcançá-los.

Quando você for colocar em prática todas as dicas acima, você precisa imaginar algo que deseja muito para que o lado emocional fique de lado. Caso contrário, é muito mais cômodo continuar fazendo as mesmas coisas ou bancar o Homer Simpson e gastar como se não houvesse amanhã.

Se você tem dificuldade, compartilhe esses objetivos com sua família ou amigos próximos. Eles podem te ajudar a gastar menos em uma saída durante o final de semana.

E então? Viu como é possível gerenciar seu dinheiro sem ser um profissional de investimento? Para fazer uma boa administração financeira não é tão difícil, basta dar o primeiro passo e se dedicar!

Simplicidade, rentabilidade e segurança.

Descubra como é fácil investir com a Monetus.

Comece agora

Deixe o seu comentário