Aprenda a investir no Tesouro Direto

Por Vitor Tito

Aprender a investir em Tesouro Direto é muito menos arriscado ou difícil do que muita gente imagina.

Muitas pessoas associam esse tipo de investimento ao governo e, por isso, pensar o seguinte: “Mas o governo está mal das pernas, certo? Se estou investindo no governo e a economia está ruim, isso quer dizer que posso tomar um calote a qualquer momento. Melhor eu ficar fora dessa.”

Bom, apesar do momento ruim da economia, esse temor não deve ser levado adiante, já que a chance do governo não cumprir com os seus compromissos financeiros é muito pequena.

Pense em Tesouro Direto como um investimento tão seguro quanto a poupança. Sim, pode acreditar.

O objetivo deste texto não é o de explicar o que é o Tesouro Direto em si, Mas sim sobre como investir. Entretanto, se você quiser saber um pouco mais sobre o que é o Tesouro Direto, além de conhecer outros tipos de investimentos, sugiro que você leia no texto que publicamos há algumas semanas: Tipos de investimentos financeiros: quais os existentes no Brasil?

Como começar a investir no Tesouro Direto?

Além de já entender que o investimento do Tesouro Direto pode ser um investimento mais rentável no longo prazo e que o valor de cada título pode variar, o investidor pode começar a colocar o seu dinheiro em títulos do governo de duas formas principais:

Fundos de Investimento

Através dos fundos de investimento você consegue encontrar modalidades de investimento para todos os tipos e gostos. E, nesse caso, você também pode encontrar um fundo que tenha como prioridade ou onde a maior parcela dos investimentos são feitos em títulos do governo ou, se você preferir, no Tesouro Direto. Nesse caso, basta procurar um fundo de investimento, entender as suas condições (existem taxas administrativas) e começar a investir.

Faça você mesmo

Neste caso, você pode comprar os títulos diretamente do Tesouro Direto. Apesar do receito de ter que fazer isso por conta própria, o processo não é tão complicado. O próprio site da fazenda já dá para o iniciante uma série de guias que explicam melhor o que é o tesouro, como começar e muito mais informações.

As únicas coisas necessárias para começar a investir são:

  • Você precisa ter um CPF;
  • Você precisa ter conta em um banco ou corretora que permita operações no Tesouro Direto.

Quando você decidir comprar ou vender um título, por exemplo, basta ficar atento ao valor do vencimento desse título e entender a diferença entre os títulos que são pré e pós fixados.

Ademais, depois de uma compra ou venda, o dinheiro costuma ser debitado ou creditado na sua conta no mesmo dia ou no dia seguinte ao qual a operação foi realizada (depende do branco).

A dica é pesquisar bem antes de começar e entender qual é o investimento que se encaixa melhor ao seu perfil, variando em questões de prazo, rentabilidade, etc.

Por fim, se você quer entender um pouco mais de números e ver qual poderia ser os seus ganhos com uma certa quantidade de dinheiro e tempo, recomendo que você utilize este simulador. Ele te ajudará a tomar uma decisão mais rápida e assertiva.

Categoria: , ,

Simplicidade, rentabilidade e segurança.

Descubra como é fácil investir com a Monetus.

Comece agora