Como investir para aumentar o patrimônio

Julio Vazzano

Quando o assunto é riqueza, é comum pensarmos em altos salários. Mas será que o aumento salarial é a única forma de aumentar o patrimônio?

A resposta é fácil: há outras formas de expandir seu patrimônio líquido. Por isso, explicaremos neste artigo os meios para você ampliar seu patrimônio com o salário que já recebe!

Conheça as dicas para saber o tamanho de sua riqueza, aprenda o principal para fazer bons investimentos e dilate seu patrimônio!

Acompanhe e veja como é simples!

Patrimônio líquido

Antes de tudo, entenda que o patrimônio líquido é a sua verdadeira riqueza! Isso significa que ele pode ser convertido em dinheiro. Para fazer o cálculo do patrimônio líquido, basta somar todos seus bens e subtrai-los por todas suas despesas. Por isso sua riqueza pode tanto ser maior quanto menor que o seu salário!

Se você ainda não entendeu, considere o exemplo de alguns jogadores de futebol, que ganharam salários astronômicos e vieram à falência!

Por isso, seja inteligente e tenha clareza quanto a seus objetivos no curto/médio/longo prazo, pois eles permitirão a você equilibrar as contas e crescer financeiramente!

Acompanhe o que você precisa saber para equilibrar as contas e aumentar o patrimônio!

Passivos e ativos

Para equilibrar suas finanças, é importante classificar seus bens em ativos e passivos. Logo, é fundamental ter clareza sobre quando um bem é uma despesa, e quando um bem pode agregar valor ao seu patrimônio líquido.

  • Passivos

Passivo é tudo aquilo que tira dinheiro do seu bolso, como suas contas, dívidas e, inclusive, alguns bens! Veja o exemplo de uma casa, um carro e um sítio. Se a casa lhe gera despesas como IPTU, condomínio, manutenção, etc, ela tira dinheiro do seu bolso. O mesmo acontece com o carro, que tem uma forte depreciação no momento de compra, além dos impostos, seguro… O que dizer, então, de um sítio que funciona apenas como lazer e não produz?

Portanto, passivos são as obrigatoriedades que você tem de pagar!

  • Ativos

Ativo, por sua vez, é tudo aquilo que coloca dinheiro no seu bolso, seja hoje, daqui a 6 meses ou em alguns anos. Se você possui uma casa, tenha em mente que ela entra na conta do seu patrimônio líquido, mas que só poderá vir a ser um ativo se o valor que você receber dela for maior que todo o valor já despendido! Assim, procure por bens que colocarão dinheiro no seu bolso no curto/médio/longo prazo.

Ativos são os bens que podem ser capitalizados e gerar renda!

À vista disso, entenda que o caminho para aumentar o patrimônio líquido é comprar ativos!  Por isso o principal não é quanto dinheiro entra, mas quanto sobra! Óbvio, não?

Poupe

Parece óbvio, não significa que seja fácil. Elevar o patrimônio é poupar para o dinheiro poupado trabalhar para você. Veja os meios para você poupar sem prejudicar sua qualidade de vida!

  • Em primeiro lugar, você deve ter clareza de seus gastos. Organizar de modo simples e prático o destino de seu dinheiro permitirá que você entenda suas prioridades.
  • Em segundo lugar, liste seus ativos, passivos, e reveja a relevância em manter alguns desses passivos.
  • Por último, tenha clareza do seu objetivo, pois ele será a força necessária para vencer os momentos de impulso!

Com isso em prática, é hora de colocar o dinheiro poupado para trabalhar!

Invista para aumentar o patrimônio

Uma coisa deve ficar clara: poupar simboliza vencer um impulso presente para criar valor no futuro! Em outras palavras, todo dinheiro que sair de seu bolso deve voltar para seu bolso, no curto/médio/longo prazo. Se você quer isso:

Compre ativos! Afinal, esse é o caminho para crescer o patrimônio líquido! Ao comprar ativos, você deve ter três coisas em mente: Rentabilidade, Liquidez e Risco.

Rentabilidade é a taxa de retorno do investimento. Dependendo do investimento, a taxa de rentabilidade pode ser prefixada ou pós-fixada, ou seja, você pode ou não saber de antemão qual será seu ganho final. Essa é a rentabilidade absoluta.

Ao realizar um investimento, além de considerar a rentabilidade absoluta, você deve comparar a rentabilidade do investimento com outros índices de referência. É ao realizar essa comparação (rentabilidade relativa) que você irá saber se o investimento que está realizando é bom ou ruim!

O último passo referente à rentabilidade é considerar a incidência de impostos, despesas e outras deduções. Depois de considerar esses fatores (rentabilidade líquida), você terá uma boa noção sobre o retorno real do investimento que realiza!

Liquidez significa a velocidade em concretizar a negociação de um ativo, sem que a negociação influencie no preço. Em outras palavras, quanto mais rapidamente você consegue transformar um ativo em dinheiro, mais líquido ele é. Por exemplo, se você assina um título com resgate para 2022, mas opta por fazer o resgate amanhã, o valor final sofrerá depreciação. Logo, esse ativo tem pouca liquidez.

Tenha em mente que conhecer a liquidez adequada para você significa saber sua necessidade de acesso ao recurso investido!

O Risco faz parte de tudo em nossa vida. Em finanças, entende-se risco como sendo a probabilidade de se obter, em uma aplicação financeira, um rendimento menor que o esperado no primeiro momento.

Rendimentos ativos e passivos

Lembra quando lhe dissemos ser possível aumentar o patrimônio líquido com o mesmo salário? Pois bem, isso se dá por meio dos rendimentos passivos! Veja só os tipos de rendimentos que uma pessoa pode ter:

  • Rendimentos ativos dizem respeito a todo o dinheiro que você recebe como fruto do seu trabalho. Seja por meio de um salário fixo, ou ainda por meio de alguma negociação que você faça.
  • Rendimentos passivos, por sua vez, são o conjunto de dinheiro que entra em seus cofres sem que você tenha de fazer esforço para isso! Maravilha! Não é mesmo? Esses rendimentos são provenientes de aluguéis, juros de investimentos, dividendos em ações e outras coisas mais. Por isso, para aumentar seu rendimento passivo, compre ativos!

Simplifique

Agora que você sabe o que fazer para ampliar o patrimônio líquido, simplifique! Pode parecer besteira, mas o hábito de simplificar seu estilo de vida caminhará lado a lado com o hábito de poupar para investir!

Para simplificar, comece se questionando: qual a prioridade? Elimine os hábitos que não caminham rumo à prioridade. Se quiser uma dica mesclada a um desafio, aí vai: tente viver um degrau abaixo de sua capacidade financeira!

Simplicidade, rentabilidade e segurança.

Descubra como é fácil investir com a Monetus.

Comece agora

Deixe o seu comentário