Fechar
Icone para fechar banner

E aí, qual é o seu sonho?

Novo apartamento, viagem pelo mundo, ou seu primeiro milhão Converse com um de nossos consultores financeiros e descubra como conquistar seu sonho!

Carteira de investimentos: Um passo a passo de como montar a sua

Equipe Monetus
           

Na hora de investir, ter uma carteira de investimentos diversificada e alinhada com seu perfil é fundamental. Quando você escolhe aonde investir você pensa nisso? Vamos te apresentar a estratégia que te colocará no caminho do sucesso e te trará melhores resultados.

Muitas pessoas tendem a pular esse passo e analisam os investimentos de forma isolada. Com essa estratégia simples, você terá maior controle sobre seus investimentos e criar mais segurança em suas decisões.

Você sendo um investidor conservador, moderado ou arrojado, imagino que seu objetivo seja maximizar seus ganhos e minimizar seu risco de perda, não é mesmo? E com a diversificação dos seus investimentos é exatamente isso que ocorre.

A ideia aqui é não só não ter todos os ovos na mesma cesta, mas também assegurar que seus objetivos e necessidades de curto, médio e longo prazo sejam alcançados.

Definindo sua carteira de investimentos

Sua carteira de investimentos deve ser definida para proteger seu patrimônio e ao mesmo tempo permitir que seu dinheiro tenha bons rendimentos nos diferentes cenários político-econômico que o Brasil ou mundo possa passar.

Para te ajudar nesse planejamento, apresentamos a seguir algumas dicas de como montar e analisar seu portfolio diversificado.

Logo de início, é interessante se ter em mente que o retorno está associado ao risco além de que o horizonte de tempo de seu investimento precisa sempre ser considerado.

Pensando nisso, preparamos um guia para você poder montar a carteira de investimentos perfeita para você.

– Carteira de investimentos: o que é e por quê devo me importar?

– O que é(e o que não é) a diversificação de investimentos?

– Por quê seu perfil de investidor importa tanto?

– Por quê você investe?

– Checklist da carteira de investimentos ideal

– Próximos passos

Carteira de investimentos: o que é e por quê devo me importar?

Uma carteira de investimentos é algo essencial para todo investidor, dos iniciantes aos mais experientes. Ela é a combinação de todos seus investimentos de acordo com seus objetivos e perfil.

Cada pessoa tem seus objetivos, reações e situação financeira particulares, portanto a carteira deve ser montada pensando em você exclusivamente.

Com as taxas de juros atuais, a renda fixa não permite mais retornos muito atraentes, sendo assim é preciso ter alguma parte de seus investimentos em renda variável.

Algumas pessoas são conservadoras e evitam a renda variável por medo de perder dinheiro. Esse medo é compreensível visto que grande parte dos brasileiros nunca precisou se preocupar muito com renda variável, visto que os juros altíssimos do passado, permitiam retornos superiores a 1% ao mês sem grandes esforços ou risco.

Por quê devo me importar com isso?

Você sabe que colocar todos seus ovos em uma única cesta não é o ideal. Dito isso, como você vai escolher as tais cestas?

A carteira de investimentos é a tradução de seu planejamento financeiro pessoal. Definindo o quanto investir entre renda fixa e renda variável e quanto deve ser direcionado para necessidades de curto, médio e longo prazo, você torna seu processo de investimentos mais simples, prático e eficiente.

O que é (e o que não é) a diversificação de investimentos?

Vamos supor que você tenha recebido um dinheiro extra e queira investí-lo. Você decide usar ele todo para comprar um apartamento e colocá-lo para alugar. Nesse cenário, todo seu rendimento está associado a esse apartamento e caso você não consiga alugá-lo, ou deixe de alugar durante um período, você não terá nenhum rendimento.

E se você comprasse dois apartamentos mais baratos? Você teria nesse caso um cenário em que se um deles não fosse alugado, você ainda teria os rendimentos vindos do outro.

E um terceiro caso, em vez de usar todo o dinheiro para investir em imóveis, você reserva uma parte para aplicar em um título de renda fixa? Agora, independente se os apartamentos foram alugados, no mínimo uma parte de seus investimentos estará rendendo.

Diversificação é ter seu dinheiro investido em diferentes aplicações de modo que se algo der errado com alguma delas, outras amenizam esse impacto.

Veja que no caso dos apartamentos, se comprássemos dois apartamentos no mesmo prédio, continuaríamos correndo riscos parecidos. Uma diversificação bem feita busca investimentos complementares. Investir em dois CDBs de um mesmo banco, ainda que tenham prazos diferentes, não é diversificação, visto que o risco continua sendo o mesmo, de o banco quebrar.

Dentre os tipos de investimentos presentes no mercado, os fundos de investimentos são excelentes formas de ter bons retornos e uma excelente diversificação. No caso dos fundos ajuda também saber que você terá um gestor responsável por fazer as análises dos investimentos, ou seja, você não ser um profissional não será um obstáculo.

Por quê seu perfil de investidor importa tanto?

E se eu te falasse que o investimento que tem o melhor retorno pode não ser o ideal para você. O quê você acharia?

Estranho, não? Pois é, mas é verdade. Isso por quê o que acontece no meio do caminho importa muito!

Ações e fundos de ações podem ter retornos fantásticos. Às vezes esses retornos ultrapassam 100% em um determinado ano. Porém, esses retornos, se visualizados diariamente não são constantes.

Mesmo um fundo de investimento que teve esses retornos excepcionais, tem dias e/ou meses com rentabilidade negativa. E nesses casos, as pessoas não acostumadas com tal comportamento se desfazem do investimentos.

Nesse caso, não só essa pessoa não teve o excelente retorno que ela teria se tivesse ficado até o final do ano, ela também perdeu dinheiro!

O oposto também acontece, pessoas mais arrojadas podem se tornar impacientes com investimentos conservadores que podem trazer segurança, mas não a fazem alcançar o objetivo dela.

Conhecer seu perfil de investidor te ajuda a escolher os melhores investimentos e tomar decisões racionalmente, criando uma melhor alinhamento de expectativa e risco.

Por quê você investe?

Essa pergunta pode parecer boba, mas saber a resposta para ela te ajudará bastante a tomar decisões de investimento.

Você investe para que o dinheiro investido renda e você tenha mais no futuro. Acredito que estejamos na mesma página até aqui. Mas qual o destino desse dinheiro após isso?

Você investe com o dinheiro que você economiza para viajar para algum lugar, se aposentar bem, comprar algo, ter uma reserva para emergências…

A carteira de investimentos te permite dividir seus investimentos entre esses objetivos, de modo que um não atrapalhe o outro.

A reserva de emergência é um ponto que todos devem prestar bastante atenção. Essa reserva costuma equivaler a algo em torno de seis meses de seus gastos médios. Será dela que você resgatará seu dinheiro para gastos imprevistos.

Essa reserva deve ser montada em um investimento sem riscos e de liquidez diária (você pode sacá-lo no mesmo dia).

Um investimento para sua aposentadoria, por sua vez, poderia ser feito via um plano de previdência privada por exemplo. Devido sobretudo aos benefícios tributários desse tipo de investimento para o longo prazo.

Agora, se você não tiver uma carteira bem montada, você pode chegar em uma situação de imprevistos, sem reserva de emergência e ter que resgatar de seu plano de previdência. Nesse caso você dá um passo para trás em sua aposentadoria, além de que, como aquele investimento não foi pensado para o curto prazo, você pode ter resgatado em um péssimo momento do mercado.

Dica: Tenha uma reserva de emergência sempre. Defina seus objetivos em valores e prazos e apenas comece a pensar em quais os tipos de investimentos a partir daí.

Checklist da carteira de investimentos ideal

Por onde começar? Do quê não esquecer?

Vamos a um checklist que te ajudará montar sua carteira de investimentos:

  • Tenha seus investimentos anotados em um só lugar;
  • Entenda o seu perfil de investidor;
  • Estabeleça seus objetivos;
  • Tenha uma reserva de emergência;
  • Diversifique entre renda fixa e renda variável;
  • Aloque seus investimentos de acordo com o prazo e objetivos;
  • Acompanhe sempre sua carteira e a ajuste caso necessário.
  • Seja coerente com seus investimentos. Não tome decisões de curto prazo para investimentos de longo prazo. É esperado que um investimento de renda variável oscile, um dia de rendimento negativo não é motivo para resgatá-lo.

Próximos passos

Nesse artigo procurei mostrar a importância de uma carteira de investimentos bem feita e quais as principais características que ela deve ter.

Com seu portfolio definido é hora de escolher os investimentos que irão fazer parte dele.

Um ponto importante é perceber a necessidade da reserva de emergência. Se você tiver investido dinheiro suficiente em um lugar seguro, isso te permite tranquilidade por seis meses ou mais mesmo em um cenário onde tudo não ocorra como planejado. Dessa maneira você se permite também tomar riscos potencializando seus retornos.

Em caso de dúvidas, ter a ajuda de um especialista é muito útil. Durante o cadastro na Monetus, te ajudamos a montar uma carteira de investimentos, mas ficamos à disposição para te ajudar. O importante é investir bem!

Deixe o seu comentário

Simplicidade, rentabilidade e segurança.

Descubra como é fácil investir com a Monetus.

Comece agora
[newsletter_banner_html]