Fechar
Icone para fechar banner

E aí, qual é o seu sonho?

Novo apartamento, viagem pelo mundo, ou seu primeiro milhão Converse com um de nossos consultores financeiros e descubra como conquistar seu sonho!

Como investir em bancos? Descubra se vale a pena!

Teles Nascimento
            porquinho que simboliza investir o seu dinheiro no banco

Você sabia que antes de investir em banco é preciso se atentar a alguns detalhes, e que também é possível investir com pouco dinheiro nestas instituições financeiras?

Veja, a seguir, como investir e o que é preciso observar antes de fazer suas aplicações financeiras!

Como investir em um banco?

Para você conseguir investir em bancos, é necessário se cadastrar em uma corretora de valores, ou ir no próprio banco que deseja investir e abrir uma conta corrente.

Dessa forma, você tanto poderá investir em ações dessa instituição financeira, como comprar títulos de dívida.

Uma outra alternativa é se cadastrar em uma gestora de investimentos, caso não deseje abrir conta em uma corretora nem ter vínculo direto com o banco por meio da conta corrente.

Além disso, é importante saber também que tipo de investimento deseja fazer.

No caso da aplicação em ações do banco, o mais recomendado é investir pela corretora de valores. Agora, se busca por um CDB (Certificado de depósito bancário), o mais indicado é investir pela própria instituição financeira.

Por isso, busque saber seu perfil de investidor para ter noção de qual seria o investimento ideal.

O que observar antes de investir em bancos?

Antes de investir em um banco de sua preferência, é necessário se ater a alguns pontos de atenção com o intuito de se certificar que o investimento é seguro.

Alguns bancos buscam a captação de recursos pelo mercado financeiro por meio de títulos, oferecendo uma maior rentabilidade, porém, com níveis de segurança baixos.

Portanto, é necessário observar estes pontos antes de realizar um investimento na instituição financeira.

Rating

Uma grande ferramenta para saber mais sobre a realidade financeira de uma instituição financeira é observar o balanço patrimonial deste.

Entretanto, os níveis de fidedignidade destes balanços podem ser baixos, pois quem realiza estes balanços são os próprios bancos.

Por isso, foi criado o mecanismo de rating, que nada mais é que a análise da situação financeira junto com o balanço patrimonial, realizado por companhias independentes.

Com base nas análises dessas companhias independentes, os ratings foram criados, com uma escala de A até D. Logo, se a instituição estiver mais próxima do A, indica que ela é mais confiável. Todavia, se estiver mais próxima do D, menos confiável é esta instituição.

Nesse sentido, é bem comum de se ver companhias que oferecem seus títulos no mercado, com ratings AAA, ou BBB, que significam níveis de confiança elevados.

Índice de Basileia

Outra grande ferramenta crucial para o investidor constatar a confiabilidade de uma instituição financeira é o Índice de Basileia.

Esse índice determina as exigências mínimas de capital a serem seguidas por bancos comerciais para conter riscos de crédito.

Em síntese, o índice de Basileia define que o banco tem que ter pelo menos uma boa reserva financeira em casos de catástrofes, que possam cobrir esta emergência sem sofrer muito.

FGC

O Fundo Garantidor de Crédito (FGC) é basicamente uma entidade que visa garantir a recuperação dos créditos caso o banco venha a falir.

Em síntese, há uma garantia de até R$ 250.000 por instituição financeira e CPF. Ou seja se você investir R$ 300.000 em um título do banco, e este banco vier a falência, será garantido que você irá receber R$ 250.000 de volta.

Gestão de crédito

No momento em que realiza um investimento em títulos bancários ou renda fixa, o cliente está emprestando dinheiro para o banco.

Este irá emprestar o seu dinheiro a outros clientes, entretanto, com juros mais altos. Dessa forma, sendo um investidor, é importante verificar como está a gestão de crédito do banco antes de investir nele.

Imagine que a carteira de crédito do banco seja extremamente deficitária, ou seja, quem pega dinheiro emprestado não paga. Em pouco tempo, a instituição financeira irá ter um prejuízo, logo, com prejuízos acumulados vem a falência provável do banco.

Portanto, observar como está a gestão de crédito da instituição financeira antes de investir nela é um passo extremamente importante.

Vale a pena investir através de bancos?

Geralmente, os bancos são a primeira opção da maioria dos investidores, tanto pelo fator facilidade como comodidade.

Contudo, essa comodidade sacrifica outro ponto extremamente importante: a rentabilidade.

Geralmente, os bancos oferecem oportunidades com baixa rentabilidade e muito risco, com a intenção primária de vender produtos para você.

Já uma corretora, consegue te fornecer uma maior rentabilidade pela gama de opções que esta pode oferecer, além de deixar transparente e claro a maioria dos investimentos.

Portanto, um banco pode não atender a todas as expectativas que você possui quanto a um investimento.

Deixe o seu comentário

Simplicidade, rentabilidade e segurança.

Descubra como é fácil investir com a Monetus.

Comece agora
[newsletter_banner_html]