Crise financeira: 4 dicas para sair por cima com suas finanças

Por Vitor Tito

O Brasil já enfrenta uma grave crise financeira desde meados de 2015, e a queda nas taxas do PIB e falta de estrutura para o crescimento no país só pioram o problema. Essa recessão afeta a vida de milhares de trabalhadores brasileiros e, mais do que isso, cria uma sensação de insegurança que só agrava o recuo do mercado.

Com as taxas de desemprego crescendo, torna-se cada vez mais necessário assumir o controle sobre suas finanças e cortar os gastos supérfluos como medida de prevenção de desastres.

Foi pensando nisso que separamos aqui 4 medidas altamente eficientes para você adotar durante o período de crise financeira. Aproveite para ler e comece a aplicar agora mesmo em suas economias.

1. Organize suas finanças

Organização é a chave do sucesso quando o assunto é finanças pessoais. Para superar a crise financeira, você terá que fazer muito mais do que simplesmente anotar os seus gastos.

Comece agora a organizar uma planilha com toda entrada e saída de capital. Mas não se esqueça de classificar de acordo com o tipo de gasto. Você usou aquele dinheiro para comprar comida? Ou o gasto maior foi com remédios? Ter esse tipo de visualização sobre suas finanças ajuda muito no próximo passo: corte de despesas.

Mantenha tudo catalogado. Se não conseguir anotar sempre que gastar, experimente baixar um App de organização financeira no celular, ou mesmo guardar e grampear todas as notas fiscais que receber. Assim você pode ir acumulando e fazer uma conferência geral no final do mês.

2. Corte despesas

Com as finanças organizadas fica muito mais fácil entender onde e como cortar despesas. Foque naqueles gastos supérfluos, que não impactam tanto na sua rotina como a compra de roupas novas, saídas frequentes para bares e cinema todos os finais de semana.

Considere alternativas mais em conta, como cozinhar em casa, assinar bibliotecas digitais de filmes, se realmente for necessário.

Quanto mais gastos supérfluos você cortar, mais dinheiro terá para investir nas suas outras necessidades, garantindo também uma boa reserva para situações de emergência.

3. Busque fontes alternativas de renda

Pode parecer loucura dizer isso para um trabalhador com 40 horas semanais, mas a busca de fontes alternativas de renda serve também como uma segurança caso algo aconteça no seu emprego.

Aventure-se por alternativas como artesanato, cursos de especialização, culinária, pintura, transporte ou até mesmos freelas nos finais de semana para conquistar uma renda extra para o fim do mês. Se você já estiver empregado, é uma ótima oportunidade para explorar outras habilidades que você talvez nem soubesse que tinha.

4. Faça investimentos

Esse é ponto mais importante para superar a crise. Dinheiro parado é prejuízo certo, portanto, aproveite do momento de crise financeira e alta de juros para buscar investimentos rentáveis e com retorno garantido.

Vale pesquisar alternativas como o LCI, LCA, Tesouro Direto ou CDB, por exemplo, e estudar as oportunidades que surgirem no caminho. Investimento é uma das maneiras mais fáceis de fazer o seu dinheiro render mesmo com a baixa financeira do país.

E aí, curtiu nossas dicas? Então aproveite para descobrir também como melhorar o seu controle financeiro pessoal!

Categoria:

Simplicidade, rentabilidade e segurança.

Descubra como é fácil investir com a Monetus.

Comece agora