Previdência privada do Itaú: Tudo o que deveria saber antes de contratar

João Vitor dos Santos
           

Previdência privada do Itaú: Tudo o que deveria saber antes de contratar 

Por ser uns dos maiores bancos que atuam no mercado nacional, os planos de previdência privada do Itaú também são muito procurados. Nesse artigo você terá todas as informações sobre como tomar a melhor decisão na contratação de um desses planos. Aqui você terá todas as informações sobre:

– Formas de Contratação

– PGBL ou VGBL?

– Tributação

– Taxas

– Rendimento

– Como Resgatar?

Formas de Contratação de um plano de Previdência do Privada Itaú

A primeira providencia a se tomar quando se quer contratar um plano de previdência privada do Itaú é ser correntista do banco. Suprida essa primeira exigência, o contratante pode se deslocar até uma das agências do banco ou fazer a contratação via aplicativo. O aporte mínimo para se iniciar uma aplicação é R$50.

PGBL OU VBGL

A primeira decisão que uma pessoa se depara ao contratar uma previdência privada deve ser: qual modalidade eu devo investir?

No mercado de previdência privada, é disponibilizado dois tipos diferentes de aplicação. Vamos conhecer um pouco mais sobre eles.

O PGBL ou Plano Gerador de Benefício Líquido é um produto que permite ao contratante a obtenção benefícios fiscais, pois, através dessa aplicação é possível que se abata até 12% da renda anual tributável do indivíduo. Um detalhe dessa aplicação tem de ser lembrada, para se aplicar em um plano PGBL e ter esse benéfico fiscal, há a obrigatoriedade de o contratante também ser contribuinte do regime geral da previdência, o INSS.

A outra modalidade de investimento é o VGBL ou Vida Gerador de Benefício Líquido. Nessa aplicação não existe o benefício fiscal mencionado para o PGBL. Nele a tributação acaba incidindo somente sobre os rendimentos do plano e não sobre o total acumulado. Por essa característica, a aplicação se adequa melhor a pessoas que fazem a declaração do imposto de renda em seu modelo simplificado ou as que são isentas da declaração.

Ter conhecimento sobre os modelos de tributação das aplicações financeiras é muito importante. Um indivíduo bem instruído pode maximizar o aproveitamento de seu capital através de estratégias tributárias direcionadas para os tipos de aplicação que o mesmo possui.

Para uma melhor explicação sobre estratégia tributária, confira nosso outro post.

Agora que já sabemos como contratar os planos de previdência privada  do Itaú e como eles se diferenciam, vamos detalhar como eles funcionam, desde seus modelos de tributação, passando pelas taxas cobradas e terminamos fazendo uma análise das remunerações.

Tributação incidente em planos de previdência privada

Os planos de previdência privada obedecem a dois modelos de tributação, esses modelos não se diferenciam, eles independem da instituição a qual se contratou a aplicação financeira.

Vamos conhecer um pouco mais sobre eles:

Tributação regressiva

Na tributação regressiva, a alíquota do imposto renda é determinada pelo tempo da aplicação, quanto mais tempo, menor será a alíquota paga. Observe abaixo:

Tabela com regressão linear das alíquotas de Imposto de Renda para previdência privada - Itaú

Como fica claro, a partir de 10 anos de aplicação se consegue uma taxa atraente, até mesmo quando comparadas a outras aplicações financeiras disponíveis no mercado.

Tributação progressiva

Já na tributação progressiva, a cobrança de imposto já é conhecida pela maioria das pessoas. É a mesma tabela utilizada para tributação de salários do imposto de renda, como ilustrado abaixo.

Tabela Progressiva das alíquotas de Imposto de Renda para a previdência privada - Itaú

Outra informação que vale destaque é que sempre que ocorrer o resgate nesse modelo de tributação haverá pagamento de 15% de imposto de renda. Dada essas características, a forma progressiva de cobrança faz mais sentido para quem já está próximo de se aposentar.

Taxa de administração

As taxas de administração requerem uma atenção especial de quem deseja contratar um plano de previdência privada do Itaú. Essas taxas costumam variar bastante, o contratante tem de ficar atento a este fato. No banco em questão elas variam de 1% a 3% a.a, e estão ligadas diretamente ao saldo da aplicação, o tempo e ao valor dos aportes.

As taxas de administração podem ser conferidas aqui para os planos listados no site do banco.

Taxas de Carregamento

As taxas de carregamento, são porcentagens descontadas ao realizar aportes (Entrada) ou retirar capital (Saída) em um plano.

O Itaú passou a oferecer investimentos taxa zero em previdência privada, ou seja, não há cobrança de taxas de carregamento. Entretanto, clientes antigos ainda podem contar a cobrança em seus planos. Sendo o caso de elas ainda serem cobradas, seguem a tabela abaixo.

Taxas de Carregamento para Fundos de Previdência Privada - Itaú

Remuneração da previdência privada do Itaú

As remunerações dos fundos de previdência privada do Itaú são variados e estão basicamente divididas em:

  • Fundos que aplicam em Renda Fixa
  • Fundos multimercado com renda variável
  • Fundos balanceados (há presença de renda variável só que em menor grau que em multimercado).
Tabela com rentabilidade dos fundos de previdência privada do Itaú

Através do gráfico acima, podemos fazer uma comparação de rendimento médio dos fundos de investimento utilizados para remuneração da previdência privada do Itaú e o CDI.

Em outro exemplo, comparamos a rentabilidade de um fundo individualmente com o CDI.

Gráfico com rentabilidade do maior fundo de previdência privada do Itaú

Podemos observar no gráfico acima a comparação do fundo ITAU FLEXPREV PLUS FIC RENDA FIXA e o rendimento do CDI para os últimos 12 meses. O rendimento do fundo do Itaú em nenhum momento analisado conseguiu superar o CDI, evidenciando o baixo rendimento do mesmo.

O fundo em análise para o período analisado, rendeu somente 71% do CDI. Os dados utilizados para cálculo foram retirados do site do Itaú Previdência.

Se te chamou atenção o fato de a rentabilidade dos fundos analisados não serem as melhores, nós criamos um simulador e estamos disponibilizando-o aqui, para que você mesmo possa analisar qual fundo se adequa melhor ao seu perfil.

Cuidados ao se contratar uma previdência privada

No Itaú, o contratante tem a possibilidade de adicionar algumas proteções adicionais ao seu plano de previdência privada como: renda por invalidez, pensão a menores em caso de morte do titular, pensão ao cônjuge e pecúlio.

É importante notar aqui que nenhuma dessas benesses sai de graça, e se você tiver interesse em algum tipo seguro, saiba que o valor sempre será cobrado de alguma maneira, onerando os rendimentos do seu plano.

Como resgatar minha previdência privada?

A previdência privada por si só é uma aplicação que tem em sua gênese ser um investimento de longo prazo. Entretanto, é possível realizar resgates nos planos a cada 60 dias. Outro ponto que gera dúvida em muitas pessoas é: Chegou minha hora de aposentar, de que maneira vou receber o capital que acumulei?

Há duas formas de receber o capital acumulado na previdência privada do Itaú, sendo elas:

  • Renda temporária: renda mensal paga a partir da idade de saída escolhida (mínimo de 60 anos), por um prazo determinado. Pago até o final do prazo ou falecimento do contratante.
  • Renda prazo certo: renda mensal paga a partir da idade de saída escolhida (mínimo de 60 anos), por um prazo determinado. Ocorrendo falecimento dentro do período, a renda será paga a beneficiários do plano.

O que a Monetus tem a oferecer?

Você que já leu até aqui deve ter percebido as diversas vantagens de investir em previdência privada visando o longo prazo. Mas, deve ter notado também que a atenção principal nesse investimento, assim como na maioria dos outros tipos de ativos financeiro é escolher bem em que você irá investir. Nesse sentido, nós da Monetus, estamos aqui para lhe ajudar a tomar as melhores decisões quanto à investimentos e seu planejamento financeiro. Nossos serviços priorizam três princípios básicos:

A transparência: onde você investidor sabe exatamente o quanto o seu dinheiro está rendendo e conta com recomendações isentas, sem pegadinhas ou taxas abusivas de carregamento.

A personalização: seu dinheiro é aplicado em investimentos que levem em consideração o seu momento de vida, seu perfil de investidor e cada um dos seus objetivos.

A rentabilidade: Sempre selecionamos as melhores opções disponíveis no mercado para o aumentar o seu patrimônio.

O melhor de tudo é que com a Monetus você consegue acessar os melhores fundos do mercado com uma condição especial. Através da nossa plataforma nossos clientes conseguem investir nos fundos das maiores gestoras do país a partir de apenas R$ 100 por mês e obter retornos muito mais vantajosos dos que observamos nesse texto.

Além disso, nos da Monetus transformamos o processo de investimento, que pode ser algo burocrático nas vias tradicionais, em um processo rápido, simples e descomplicado, através da nossa plataforma 100% digital. E o melhor de tudo garantindo aos nossos investidores o monitoramento contínuo dos seus investimentos.

Caso você já tenha um plano de previdência privada, vale a pena conhecer o processo de portabilidade. Este procedimento é 100% gratuito e funciona de maneira similar à portabilidade de planos de operadoras de telefonia. Permitindo  que você realize a troca do seu fundo de investimento de previdência atual  para um que renda mais, preservando o tempo de aplicação inicial.

Caso tenha restado alguma dúvida, ou você queira entender melhor o que nós na Monetus fazemos, você pode entrar em contato com um dos nossos assessores através desse link.

Deixe o seu comentário

Simplicidade, rentabilidade e segurança.

Descubra como é fácil investir com a Monetus.

Comece agora
Fechar
Fechar

Junte-se a mais de 60.000 pessoas

Receba grátis o melhor conteúdo sobre investimentos.

Fique tranquilo, não enviamos spam e você pode deixar de receber quando quiser.