Rentabilidade líquida CDB: qual a melhor forma de analisar e calcular o rendimento do CDB?

Luciana Pimenta

Você sabe como calcular a rentabilidade líquida CDB?

Quem procura por opções de investimento que sejam alternativas mais interessantes que a poupança, sempre se depara com o CDB.

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um título privado que as instituições financeiras usam para captar recursos, remunerando os clientes que fazem esses depósitos.

Nesse artigo, você vai aprender a melhor forma de analisar os tipos de CDB ofertados no mercado e como calcular a remuneração desse investimento, para escolher com objetividade onde aplicar o seu dinheiro.

O que é e como calcular a rentabilidade líquida CDB?

Pode ser complicado prever ou controlar qual será a rentabilidade total do seu dinheiro a longo prazo – nesse caso, estamos falando de um período superior a dez anos – já que a taxa de juros varia de acordo com o cenário econômico do país.

Porém, é possível calcular os custos de um investimento, trabalhando com um conceito crucial para quem realiza transações financeiras: o rendimento líquido. Trata-se do quanto o seu dinheiro efetivamente está rendendo, depois de descontadas as taxas e impostos relacionadas ao investimento que você escolheu.

Na tentativa de atrair os investidores, as instituições podem colocar esses detalhes nas letras miúdas das propagandas e páginas de informações nos sites, mostrando apenas o rendimento bruto. Dessa forma, desconsidera os custos e não mostra, de fato, quanto você realmente vai ganhar.

A rentabilidade líquida CBD deve descontar a tributação que incide sobre os rendimentos, além do Imposto sobre Operação Financeira (IOF) que varia de acordo com o período de resgate.

Rentabilidade líquida CDB

No caso da rentabilidade líquida CDB a conta deve ter como base o pagamento de juros sobre o total investido. Normalmente, o banco usa o Certificado de Depósito Interbancário (CDI) como indexador para remunerar o cliente.

Por exemplo, em 2017, o CDI era 9,93. Se um banco estiver pagando 96% do CDI, o CDB terá rendimento bruto de 9.53% ao ano.

Um investimento de R$ 10 mil, teria rentabilidade de R$ 953 em um ano. Correto? Não! Esse é o valor antes da incidência de taxas e impostos.

Nessa modalidade de investimento, há incidência de IOF, para resgates feitos antes de 30 dias, e Imposto de Renda (IR), segundo essas condições:

  • 22,5% para aplicações de até 180 dias.
  • 20% para aplicações entre 181 e 360 dias.
  • 17,5% para aplicações entre 361 e 720 dias.
  • 15% para aplicações acima de 720 dias.

Colocando na ponta do lápis um investimento de R$ 10 mil, com resgate após 362 dias:

Capital inicial: R$ 10 mil
Rendimento bruto: R$ 953
Tributação: R$ 166,77
Rendimento líquido: R$ 786,22 (7,86% sobre o investimento).

Fatores que interferem no retorno líquido

Alguns fatores interferem diretamente no retorno líquido do CDB e o investidor precisa estar atento para saber o rendimento real sobre os recursos aplicados.

Modalidade do CDB

O CDB pode ser pós ou prefixado ou ainda ter cálculo híbrido, misturando dois tipos de indexadores.

Entender como a remuneração é calculada em cada caso é fundamental para compreender o quanto o CDB será rentável.

CDB pós-fixado

A rentabilidade do CDB pós-fixado é atrelada ao CDI. É o tipo mais comum do produto, com valor dos rendimentos conhecidos somente no final da aplicação – já que o valor do indexador é variável.

É possível encolher entre CDB com liquidez diária ou permitida apenas no final do período acordado para aplicação.

CDB prefixado

A rentabilidade líquida CDB prefixado pode ser calculada na hora da contratação do produto, já que essa modalidade tem taxa definida nesse momento e não sofre variações.

Aqui, o resgate só é permitido no final do prazo.

CDB híbrido

O CDB é pouco oferecido pelos bancos, mas você pode encontrar uma instituição que disponibilize essa versão do produto. Aqui, a rentabilidade é calculada usando um indexador fixo e um indexador variável, atrelado à inflação.

A conta pode ser, por exemplo, 5% + o IPCA (Índice de Preço ao Consumidor Amplo). Nesse caso, o resgate também só pode ser feito no final do período acordado para a aplicação.

Liquidez

Os títulos de liquidez diária oferecem ao investidor a facilidade de resgatar o dinheiro a qualquer momento, convertendo esse recurso para uso imediato.

Por ter esse diferencial, os títulos de CDB com liquidez diária costumam oferecer rentabilidade menor do que aqueles com resgate somente no final da aplicação.

Renome da instituição financeira

Bancos tradicionais e reconhecidos no mercado passam uma imagem de maior segurança. Por outro lado, as instituições menos conhecidas podem representar um risco para o investidor.

Assim, bancos menores costumam pagar mais sobre as aplicações e os maiores, um percentual menor. Isso também interfere na rentabilidade do CDB.

Saiba mais sobre o cálculo dessa aplicação em nosso artigo sobre investimento em CDB.

Qual tipo de CDB escolher?

Se o cenário econômico estiver indicando uma redução nas taxas de juros, o mais indicado é optar pelo CDB prefixado, já que a taxa de remuneração não sofre qualquer redução, independentemente da situação financeira do país.

O contrário também vale, e uma indicação de aumento na taxa básica de juros pode representar uma remuneração mais interessante nos títulos pós-fixado, que têm rendimentos variáveis.

Mas, mais do que isso, o investidor deve levar em conta seus objetivos pessoais. Você considera mais importante ter um rendimento líquido CDB maior ou a possibilidade de resgatar o dinheiro quando quiser?

Como comparar o CDB com outros tipos de investimento?

O mercado financeiro tem muitas opções de investimento. Para decidir em qual aplicar o seu dinheiro, é necessário estudar as condições de cada produto e comparar seus rendimentos. Deve-se levar em conta, ainda, a projeção de cenários futuros.

Mas quais tipos de investimento são mais ou menos interessantes que o CDB?

Investir do Tesouro Selic, por exemplo, tem a vantagem de ser uma aplicação isenta de IR. Mas, a longo prazo, a remuneração é tão interessante quanto à do CDB, que tem tributação regressiva?

A Monetus sabe que fazer todos esses cálculos manualmente é muito difícil e exige amplos conhecimentos sobre economia. Por isso, te ajuda a estruturar um planejamento financeiro com base nas suas metas e a escolher o melhor tipo de investimento para seu perfil.

Conheça nosso modelo de trabalho e descubra o jeito mais inteligente de fazer o seu dinheiro render, com o apoio de uma gestora digital de investimentos.

Simplicidade, rentabilidade e segurança.

Descubra como é fácil investir com a Monetus.

Comece agora

Deixe o seu comentário